Programa Mais Mobilidade é lançado pela Prefeitura de Florianópolis

Mais Mobilidade

A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Mobilidade e Planejamento Urbano apresentou na manhã desta segunda-feira, dia 2 de setembro, o Mais Mobilidade. O programa traz um conjunto de ações que já estão em curso e outras que serão implementadas a curto e longo prazo.

Foram apontados cinco eixos a serem trabalhados: Sistema Viário, Transporte Coletivo (ônibus), Ciclos (bicicleta), Pedestres, e Planejamento e Operação. A apresentação foi feita pelo prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, e pelo Secretário Municipal de Mobilidade e Planejamento Urbano, Michel Mittmann, arquiteto e urbanista.

“Ao lançar esse programa, estamos pensando a mobilidade urbana para quem vive a cidade: as pessoas, seja onde elas estiverem: no ônibus, no carro, na bicicleta ou na calçada. Essa é mais uma das inúmeras ações da Prefeitura com foco no conforto, bem-estar e que vai possibilitar que vai possibilitar a nossa população, uma vivência nos quatro cantos da cidade”, afirmou o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro.

Eixos do pacote Mais Mobilidade

Sistema Viário

A Operação Asfaltaço, lançada em junho deste ano é uma das ações que estão em andamento. Importantes corredores de mobilidade já estão recebendo ou em fase final de nova pavimentação, ciclovias, ciclofaixas ou ciclorrotas: Avenida Mauro Ramos, no Centro, Rua Rui Barbosa, na Agronômica, Rua Lauro Linhares, no Trindade, e Estrada Isid Dutra, no Sambaqui.

Outras regiões recebem a operação nos próximos dias, como o Norte da Ilha. Também será iniciado o Desatando Nós. O pacote conta com 50 melhorias para atacar pontos formadores de gargalos. A implantação terá início pela região central da cidade, em 20 pontos.

Outra iniciativa dentro desse eixo é a realização de projetos específicos, com objetivo de estruturar vias que são pontos-chaves na mobilidade da capital catarinense, como o Ponte Viva, que visa priorizar o transporte coletivo no entorno da ponte Hercílio Luz, finalização da Avenida Governador Ivo Silveira, obras do Anel Viário e futuro Binário Pantanal – Carvoeira, TransMaciço, revitalização da Estrada Cristóvão Machado de Campos, Estrada Isid Dutra, Rua do Lamin, e outras em cooperação com o Governo do Estado de Santa Catarina, como a reforma da SC-401, conclusão do novo acesso ao aeroporto e requalificação da Rodovia Admar Gonzaga, onde a Prefeitura de Florianópolis irá implementar uma nova pista, impactando de forma positiva em toda Bacia do Itacorubi.

Transporte Coletivo (Ônibus)

Para 2020, serão implantados novos modelos de ônibus, visando mais conforto e segurança dos passageiros, incluindo veículos com piso baixo e novos modelos de ônibus que atendem especificamente as regiões de morro.

Estão previstos, troca ou reforma de todos os abrigos de ônibus nos próximos quatro anos e implantação de internet sem fio. Também será feita uma avaliação completa da funcionalidade e operação do Sistema Integrado de Mobilidade.

Ciclos (Bicicleta)

O lema é “Um ciclista a mais, é um carro a menos”. O programa Mais Pedal engloba diversas políticas e ações de inserção da bicicleta em vias públicas.

Por meio da integração dessa proposta com a Operação Asfaltaço, o espaço existente para esse modal que atualmente é de 80 quilômetros, até o final da operação será de cerca de 150 quilômetros em Florianópolis, através da implantação de ciclovias, ciclofaixas ou ciclorrotas em vias que estão prestes a iniciar ou finalizar o processo de requalificação: Avenida das Rendeiras, Avenida Madre Benvenuta, Avenida Mauro Ramos, Rodovia SC-401.

Essa ideia também consta no projeto Ponte Viva, que trata da mobilidade no entorno da Ponte Hercílio Luz. O projeto Floribike, de compartilhamento de bicicletas públicas será reformulado.

Pedestres

Dentro desse eixo, a ideia é que os pedestres possam viver a cidade. Calçadas serão reformadas de acordo com o manual Calçada Certa, que leva em conta, as regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Serão implementadas rotas acessíveis, projeto piloto de melhoria da Escadaria do Maciço, Humanização Integrada, entorno de equipamentos públicos em dois projetos-piloto, ferramentas de acalmamento de trânsito (traffic calming) em locais próximos às escolas e ampliação do projeto Mais Pedestres por toda a cidade.

Planejamento e Operação

O eixo Planejamento e Operações contempla o Plano de Mobilidade que visa implementar ações no biênio 2019 e 2020 e lançamento do Centro de Inteligência de Trânsito, onde será feito planejamento, operação, fiscalização do trânsito e mobilidade por meio da integração entre órgãos municipais e empresas prestadoras de serviços.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.