Novos abrigos de passageiros começam a ser instalados em Florianópolis

Desde novembro, começaram a ser instalados em Florianópolis novos modelos de abrigos de passageiros pela Prefeitura de Florianópolis. O projeto da Secretaria Municipal de Mobilidade e Planejamento Urbano conta com modelos simples de identificação de paradas a abrigos de diferentes dimensões de forma ara abranger a necessidade de cada local de implementação.

Entre as principais mudanças das antigas paradas de transporte coletivo para as novas estão o design mais sóbrio e de baixo impacto na paisagem e a classificação por cores em painéis indicativos nos pontos, como parte de melhorias de sinalização ao passageiro.

A região Central terá cor amarela; o Norte, cor vermelha; o Sul, cor roxa; o Leste, cor azul; e o Continente, cor verde. As novas instalações também terão pavimentação adequada para orientação de pessoas com deficiência visual.

Os pontos de ônibus atuais serão reaproveitados para reforma e adequação para o novo modelo, o que contribui de maneira financeira e ambiental para a capital catarinense.

Os primeiros abrigos em implantação são parte de compensação de Estudo de Impacto de Vizinhança e serão utilizados como modelos de licitação sendo efetivada.

Melhorias na mobilidade

O Secretário de Mobilidade e Planejamento Urbano da Capital, Michel Mittmann, ressalta que a mudança das paradas de transporte coletivo faz parte do conjunto de ações e obras do Mais Mobilidade, integrando algumas secretarias.

“Estas melhorias que estamos executando vão promover e valorizar diferentes formas de locomoção em Florianópolis”, afirma o secretário.

A Prefeitura de Florianópolis mais do que dobrou a infraestrutura cicloviária da capital catarinense, que agora tem cerca de 80 quilômetros de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas.

Também foi implementado o primeiro corredor de transporte coletivo de Florianópolis, no Centro, e outros já se encontram em planejamento e devem ser executados no ano que vem. Outras ações do Mais Mobilidade estão melhorando a estrutura para pedestres, como o Mais Pedestres e a implantação de calçadas acessíveis.

O Asfaltaço também é parte do programa de melhorias e, em quatro anos, já foi responsável por pavimentar com asfalto, paver ou lajotas quase 186 quilômetros de vias. Com a melhoria nas principais vias de acesso aos bairros, a qualidade do transporte coletivo também é afetada positivamente.

Mobilidade Floripa

A redação do Mobilidade Floripa é responsável pela produção de conteúdo sobre a mobilidade urbana de Florianópolis e Região Metropolitana. Deseja entrar em contato conosco para enviar informações, sugestões de pauta ou anunciar? Envie um e-mail para contato@grupopln.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.