Santa Catarina já investiu R$ 170 milhões em quatro rodovias federais

92
Obras Rodovias
Foto: Maurício Vieira/Secom
Publicidade

A movimentação de homens e máquinas em quatro importantes rodovias federais catarinenses tem sido ditada pelos recursos do Governo do Estado. Santa Catarina já pagou mais de R$ 170 milhões pelas obras na BR-470, BR-280, BR-163 e BR-285 até esta semana.

O valor corresponde a 36,5% dos R$ 465 milhões destinados a acelerar as obras destas estradas, cuja responsabilidade é federal. Os pagamentos ocorrem somente após a medição, ou seja, quando as empreiteiras comprovam a realização da obra.

À duplicação da BR-470, no Vale do Itajaí, já foram pagos R$ 107,4 milhões, mais de um terço dos R$ 300 milhões combinados.

Publicidade

Outra obra de duplicação, a da BR-280, entre Araquari e São Francisco do Sul, recebeu R$ 26 milhões, o que equivale a 52% dos R$ 50 milhões totais.

Para a recuperação da BR-163, no Extremo Oeste, o Governo do Estado já aportou R$ 23,4 milhões de um total que chegará a R$ 100 milhões.

Para a conclusão da BR-285, próximo à divisa com o Rio Grande do Sul, em Timbé do Sul, o Estado desembolsou R$ 13,4 milhões, ainda em 2021, de R$ 15 milhões colocados à disposição do governo federal.

Embora estas estradas sejam de responsabilidade da União, o Estado decidiu atuar em parceria com o governo federal para dar celeridade aos trabalhos. O governador Carlos Moisés destaca que essas quatro rodovias são cruciais para o desenvolvimento das regiões Sul, Oeste, Norte e Vale do Itajaí e que as condições atuais causam prejuízos econômicos e, o mais grave, colocam vidas em risco.

“Quem transita por essas estradas, para nos congestionamentos, sofre acidentes, são os catarinenses”, argumenta. Pela mesma razão, o governo se dispõe também a investir na construção de terceiras pistas na BR-282 e aguarda pela conclusão de projetos por parte do DNIT.

Aumento do ritmo das obras

Uma comparação entre o ritmo das obras antes e depois do começo dos aportes catarinenses evidencia a mudança, para melhor, na evolução dos trabalhos. Confiram um comparativo entre os investimentos em cada uma das rodovias, segundo dados do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), nos seis meses anteriores (abril a setembro de 2021) e nos seis meses posteriores ao começo do investimento catarinense:

 Obras
Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui