Manifestação de funcionários do transporte coletivo afeta trânsito em Florianópolis

Por volta das 16h20 desta quarta-feira, dia 22 de julho de 2020, o Pista Limpa informou que uma manifestação de funcionários do transporte coletivo estava passando pela Avenida Gustavo Richard em deslocamento para a Avenida Mauro Ramos.

A Guarda Municipal de Florianópolis informou em seu perfil no Instagram que por volta das 16h, os manifestantes chegaram a bloquear temporariamente a Avenida Gustavo Richard, no sentido Ponte Colombo Salles.

Ver essa foto no Instagram

Manifestação popular, na região central de Florianópolis ( Av Gustavo Richard) no momento em deslocamento para Av Mauro Ramos #pista_limpa

Uma publicação compartilhada por pistalimpa (@pistalimpa) em

Por volta das 17h40, o trânsito estava lento na Avenida Gustavo Richard, no sentido Ponte Colombo Salles, desde a Avenida Hercílio Luz até a Ponte Colombo Salles.

O Sintraturb (Sindicato dos Trabalhadores) informou em sua página no Facebook nesta semana que uma grande assembleia seria realizada nesta quarta-feira, para discutir sobre a suspensão do transporte coletivo por 14 dias, iniciada em 20 de julho.

Os membros do sindicato não concordam com a paralisação do transporte coletivo, que não teve uma justificativa científica para isso e como consequência coloca em risco a operação das empresas de ônibus, como a Biguaçu Transportes que no início do mês alegou problemas financeiros e os funcionários paralisaram as atividades por cerca de 7 dias.

Eduardo Paulino

Paulistano, aquariano e prestativo. É apaixonado pelos temas marketing digital, mobilidade urbana, recursos humanos e empreendedorismo. É o criador dos sites Mobilidade SampaMobilidade Curitiba, Mobilidade RioMobilidade Floripa e Mobilidade Porto Alegre. Quer entrar em contato com o Eduardo? Escreva para eduardo@grupopln.com.br.

One thought on “Manifestação de funcionários do transporte coletivo afeta trânsito em Florianópolis

  • 31 de julho de 2020 em 10:29
    Permalink

    já está virando uma palhaçada isso…. precisamos trabalhar, dependemos do önibus

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.