Não haverá greve de ônibus em Florianópolis nesta quarta, dia 8

2023
Ônibus Floripa Terminal
Foto: Marcos Albuquerque/Prefeitura de Florianópolis
Publicidade

Não haverá greve de ônibus em Florianópolis nesta quarta-feira, 8 de junho de 2022. A decisão foi tomada em assembleia realizada pelo Sintraturb (Sindicato dos Trabalhadores em Transporte de Passageiros Urbano, Rodoviário, Turismo, Fretamento e Escolar de Passageiros da Região Metropolitana de Florianópolis) na noite desta terça, 7 de junho. A categoria estava em campanha salarial.

Informação apurada pelo “ND+” dá conta que 252 trabalhadores aceitaram a proposta das empresas e da Prefeitura de Florianópolis e 169 trabalhadores não aceitaram a proposta.

Os trabalhadores do transporte coletivo devem ter um reajuste de cerca de 15% no vale-alimentação e vale-refeição e aumento dos salários.

Publicidade

Após o término da assembleia, o prefeito de Florianópolis, Topázio Neto, divulgou por meio de suas redes sociais, uma nota sobre o cancelamento da greve. Leia abaixo na íntegra:

“Não haverá greve no transporte público municipal! O transporte coletivo na capital seguirá funcionando normalmente, conforme decidido na assembleia dos trabalhadores na noite desta terça-feira (7).

Após reuniões ao longo da semana com os sindicatos das empresas do transporte público coletivo municipal e dos trabalhadores a Prefeitura se comprometeu em liderar uma comissão para estudar novas funções operacionais no sistema.

Além disso, vamos avaliar a possibilidade de nova sistemática de participação no lucro para os trabalhadores e debater medidas compensatórias dos prejuízos por conta da pandemia da Covid-19.

Nos últimos dias nos dedicamos intensamente ao tema para chegar a um acordo compatível com o pleito dos trabalhadores, as necessidades das empresas e, principalmente, para que nenhum usuário fosse prejudicado com uma possível greve.”

O Sintraturb informou, por meio de sua página no Facebook, alguns destaques da proposta aprovada na assembleia. Leia abaixo na íntegra:

“Na proposta apresentada ontem e aprovada pela maioria da Assembleia, destacamos aqui os principais pontos. Em breve publicaremos uma nota aprofundando com gráficos e tabelas os reflexos em cada faixa salarial.

  1. Não conseguiram a divisão da categoria, como era o primeiro desejo dos patrões, permanecemos uma só base sem diferenciação entre municipal e intermunicipal, com uma única CCT para reger as condições de trabalho.
  2. 15% de reposição no salário e tíquete e o compromisso de até novembro apresentar uma maneira de cumprir com os 7,5% restantes para completar a reposição das perdas salarias dos últimos três anos. Esse tema estará na pauta da Comissão constituída entre Poderes Públicos Municipal e Estadual, Sindicato e Empresas conforme o item 4.
  3. PLR é mantido e será pago em dezembro nos mesmos moldes da atual Convenção Coletiva, todavia a nomenclatura deverá ser alterada por conta das Recuperações Judiciais, uma vez que seis das nove empresas se encontram neste processo.
  4. Uma Comissão tripartite será constituída com os Poderes Públicos Municipal e Estadual, Sindicato e Empresas para avaliar a situação dos Cobradores e futuros ‘Agentes de Bordo’.
    Todas as demais cláusulas estão renovadas.”

Mobilidade Floripa

Siga o Mobilidade Floripa no Twitter e Facebook e fique informado sobre a mobilidade urbana de Florianópolis e Região Metropolitana.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui