Prefeitura de Florianópolis e Universidade Federal de Santa Catarina estudam ações de mobilidade para o Campus Trindade

O conjunto de ações a serem implementadas buscam a valorização do transporte coletivo e da mobilidade ativa na região

146
Malha Trindade
Simulação da malha cicloviária a ser implantada no Campus (Foto: Divulgação/DPAE/UFSC)
Publicidade

Com o objetivo de priorizar o transporte coletivo e a valorização da mobilidade ativa na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Prefeitura de Florianópolis, através da Secretaria de Mobilidade e Planejamento Urbano, em parceria com a UFSC, estudam de maneira conjunta a implantação de malha cicloviária e corredor exclusivo de ônibus no Campus Trindade. As ações experimentais têm previsão de início para o dia 25 de abril.

A proposta apresentada pelo Município em conjunto com a Universidade prevê a criação, em caráter experimental, de um corredor exclusivo de ônibus, por onde a linha 185 UFSC Semidireto cruzará o Campus. A linha entrará na Universidade pela Rua Roberto Sampaio Gonzaga, e sairá na rodovia Deputado Antônio Edu Vieira, permitindo uma economia de tempo de deslocamento de até 19 minutos. A primeira fase da implantação do corredor já começará nos próximos dias, e tem previsão de início das operações já no dia 25 de abril.

Até o dia 25 de abril, a linha continuará realizando o antigo trajeto pela Rua Roberto Sampaio Gonzaga (passando pelo ponto da Biblioteca Universitária) e agora incluindo o TITRI, possibilitando maior integração para os usuários das regiões da Bacia do Itacorubi, Leste e Norte da Ilha.

Publicidade
Simulação preliminar do corredor exclusivo de ônibus (Foto: Divulgação/DPAE/UFSC)

A proposta também prevê a implantação de infraestrutura cicloviária conectando à malha existente na Rua Desembargador Vitor Lima, Rua César Seara e na Rua Lauro Linhares e a malha projetada na Rua Professora Maria Flora Pausewang, Rua Delfino Conti e rodovia Deputado Antônio Edu Vieira.

O DPAE/UFSC e o novo SMARTLAB/PMF também estarão trabalhando na formatação das intervenções que favoreçam a mobilidade no Campus. O Secretário de Planejamento e Mobilidade Urbana, Michel Mittmann, destaca: “As intervenções iniciais já serão de grande impacto no sistema de mobilidade, favorecendo além da comunidade Universitária, toda a população. Os esforços serão conjuntos entre Município e Universidade”.

“Defendemos um Campus humanizado, ampliando gradativamente a participação dos pedestres e ciclistas e favorecendo a passagem do transporte coletivo de forma segura para todas as pessoas que circulam na Universidade”, afirma o chefe do Gabinete da Reitoria da UFSC, Aureo Moraes.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui