Prefeitura de Joinville ouve população em Audiência Pública sobre o transporte coletivo

260
Foto: Divulgação/CVJ
Publicidade

Nesta quinta-feira (14/09), a Prefeitura de Joinville realizou uma Audiência Pública para apresentar à população a proposta da nova modelagem do transporte coletivo e para ouvir as sugestões. O evento ocorreu no Plenário da Câmara de Vereadores e encerrou por volta das 21h45. Ao todo, 126 pessoas participaram presencialmente do evento, que teve transmissão ao vivo, pelo YouTube da Câmara.

A Audiência começou com uma apresentação da Prefeitura, realizada pelo secretário de Administração e Planejamento, Ricardo Mafra, que explicou o andamento e os passos necessários antes do lançamento da primeira licitação que será realizada pelo município.

Na sequência, a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE), responsável pelos estudos que formataram o modelo, apresentou os dados referentes ao estudo realizado especificamente para Joinville.

Publicidade

“É muito importante para o município de Joinville que essa Audiência Pública ocorra. Nós tivemos várias contribuições e a partir da Audiência e da Consulta, a Prefeitura vai realizar esses ajustes junto com a FIPE para que a gente possa trazer no resultado final a melhor modelagem, o melhor serviço possível”, explica Mafra.

Para o coordenador de Projetos da FIPE, Walter Fasterra, a experiência do Instituto contribuiu para a preparação da modelagem do serviço, uma vez que tem participado de outros processos em diferentes estados e municípios.

“O que tem que ser feito é sempre melhorar. Então, a busca agora com essa licitação é melhorar não só a qualidade do transporte, como dos equipamentos e dos controles utilizados”, afirma Walter.

Conforme anunciado anteriormente, os participantes também puderam se inscrever e realizar perguntas no microfone. Ao todo, 21 pessoas fizeram as suas colocações abordando assuntos variados sobre o transporte coletivo, como melhorias no sistema, tarifa, incremento de linhas e horários.

Todas as sugestões recebidas durante a Audiência Pública serão avaliadas por uma equipe técnica da Prefeitura, que também vai analisar os apontamentos feitos pela população na Consulta Pública, disponível no site da Prefeitura.

O objetivo da realização, tanto da Audiência quanto da Consulta Pública, é dar ainda mais transparência ao processo para lançamento da licitação que vai definir a empresa responsável por administrar o transporte coletivo de Joinville.

No site da Prefeitura, estão disponíveis os documentos relacionados ao tema, que podem ser lidos e analisados por toda a população interessada no assunto. A Consulta Pública permanece aberta até a próxima quinta-feira, dia 21 de setembro.

O que prevê a nova modelagem do transporte coletivo

A partir de todos os estudos já realizados, uma das novidades apresentadas para a população é a criação do Sistema de Mobilidade de Joinville (Simob). Ele é dividido em quatro eixos: Mobilidade, Infraestrutura, Tecnologia e Transparência e tem como principal função oferecer ao joinvilense um sistema que facilite o deslocamento entre as diferentes regiões da cidade, prevendo pontualidade, aumento na quantidade de viagens, e diferentes recursos tecnológicos que vão aumentar a segurança tanto dos passageiros quanto dos profissionais.

Entre as melhorias está previsto wi-fi, monitoramento com câmeras e ar-condicionado em todos os veículos, reforma completa dos terminais de ônibus e manutenção dos abrigos para passageiros.

No eixo Mobilidade, os destaques são o aumento de 4,8 mil viagens por semana e aumento na frota para 295 veículos, seguindo as especificações de conservação, entre elas, idade média de 5 anos e idade máxima de 10 anos. Câmeras nas portas e câmera de ré também vão ajudar na segurança dos usuários. Com relação ao transporte eficiente, a novidade é a possibilidade de 25 vans adaptadas e aplicativo para agendamento das viagens.

Quando se fala no eixo Infraestrutura é importante o joinvilense saber que estão mantidos todos os terminais em funcionamento atualmente, com previsão de uma reforma total nas estruturas em um cronograma de 36 meses. Além disso, os abrigos de ônibus receberão manutenção periódica e está prevista a implantação de 1,4 mil novos.

No eixo Tecnologia, o novo modelo do transporte coletivo de Joinville prevê um sistema integrado com geolocalização e telemetria que vai garantir o acompanhamento em tempo real dos veículos. Com, pelo menos, cinco câmeras dentro da cada ônibus também será possível realizar o videomonitoramento. Sobre a bilhetagem, a modernização prevê biometria, QR-Code, integração sem necessariamente entrar no terminal, sistema antifraude e possibilidade de valor promocional.

Por fim, o eixo Transparência, traz com ele a criação de uma Central de Controle Operacional (CCO) com informações e imagens ao vivo, avaliação frequente da qualidade do serviço por meio de indicadores e um plano de prazos e metas para a mudança da matriz energética.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui