Assaltos aumentam nas rodovias que cortam o Estado de Santa Catarina

Arteris Litoral Sul Santa Catarina

Uma escalada do número de assaltos vem ocorrendo nas rodovias federais que cruzam o Estado de Santa Catarina, por causa da diminuição do efetivo da Polícia Rodoviária Federal.

O presidente da Associação das Empresas de Transporte Turístico de Santa Catarina, José Marciel Neis, em entrevista à CBN Diário, disse que a maioria dos assaltos acontece no Paraná, onde muitas vezes no período da noite não tem plantão policial e a maioria das pessoas tem que aguardar até a manhã seguinte para registrar boletins de ocorrências.

Segundo o presidente, agora em 2019 foram registrados 5 assaltos e em 2018 teve registro de em torno de 8 assaltos. Estes são os números de assaltos efetivamente registrados, porém o número deve ser maior.

Com a incidência de assaltos nas rodovias, os passageiros e motoristas ficam traumatizados e as viagens acabam sendo canceladas. Grupos de pessoas de outros estados brasileiros que passam por Santa Catarina também são assaltados, como os grupos que vão para Aparecida, no interior de São Paulo.

No próximo final de semana será realizado o 9º Encontro de Empresas de Turismo de Santa Catarina, onde vão participar representantes de empresas não somente de Santa Catarina, mas também dos estados do Paraná e Rio Grande do Sul.

José Marciel Neis disse que vai solicitar que o efetivo policial seja aumentado nas rodovias, que onde não tem sinal das operadoras de celular que seja melhorado o sinal, que as concessionárias de rodovias ajudem a monitorar os problemas, para que não aconteça uma queda no número de turistas.

O presidente disse que recentemente participou de uma reunião com parlamentares na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, onde foi feito um “networking” bastante produtivo e foi agendada uma reunião na sede de uma das concessionárias de rodovias.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.