Aço usado na restauração da Ponte Hercílio Luz ajudará a construir até 835 pontes no interior de Santa Catarina

Aços da Ponte Hercílio Luz

O material metálico usado no trabalho de restauração da Ponte Hercílio Luz terá um destino nobre com a conclusão dos trabalhos na Velha Senhora.

Todo o aço que serviu de sustentação para a restauração da Ponte Hercílio Luz servirá de base para a construção de até 835 pequenas pontes no interior do Estado de Santa Catarina.

O número foi divulgado esta semana após um levantamento realizado pelo consórcio responsável por fazer o plano de corte, o beneficiamento do material, os projetos básicos e a montagem dos kits.

Segundo o chefe da Defesa Civil, coronel João Batista Cordeiro Júnior, no momento estão sendo recebidas as demandas com as necessidades dos municípios. Até o momento, cerca de 50 prefeituras já procuraram o Governo do Estado de Santa Catarina com interesse nos kits.

As pontes terão até 12 metros de comprimento e substituirão pontes precárias, em sua maioria feitas de madeira.

“Estamos recepcionando as demandas dos municípios e avaliando a precariedade das estruturas. Como contrapartida, a obrigação dos municípios é fazer as cabeceiras, montar a logística para buscar os kits e fazer a execução”, conta João Batista Cordeiro Júnior.

Para receber os kits, os municípios precisam atender a alguns requisitos, sendo os principais deles: as rodovias que receberão as pontes precisam estar oficialmente na malha rodoviária municipal e a administração precisa ter uma Defesa Civil instituída. As exigências constarão de uma Instrução Normativa que está sendo elaborada pelo Governo do Estado de Santa Catarina.

Economia e durabilidade

Outro ponto destacado por João Batista Cordeiro Júnior no reuso das estruturas metálicas é a economia. Cada kit terá um custo de aproximadamente R$ 5,8 mil, ao passo que um kit de concreto para uma ponte de seis metros custa aproximadamente R$ 50 mil.

Além disso, as estruturas de madeira demandam uma manutenção mais cara do que as estruturas metálicas:

“Faremos pontes preventivas também. Quando a Defesa Civil faz uma obra, executa sempre visando a resiliência. Os vão não serão menores que as margens dos rios, para evitar represamento de água sobre a estrutura. Serão pontes sustentáveis”.

A expectativa da Defesa Civil é que os primeiros kits comecem a ser entregues dentro de 80 dias.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.